Noticias do Mundo Animal

Noticias diversas do Mundo Animal

Hospitais também se tornam Pet Friendly

dog-doctor-at-vet-chihuahua.jpg
Que os animais de estimação fazem parte das famílias, já não é novidade. Que eles contribuem para a melhoria da saúde e do bem-estar dos humanos, já é cientificamente comprovado. E que eles estão cada vez mais inseridos em todos os momentos das nossas vidas, é indiscutível ….Mas, fazer visitas autorizadas aos seus donos que estão internados ou submetidos a algum tipo de tratamento em hospitais…..essa você não esperava, né?

Após receber uma certificação internacional de humanização, realizada pelo Planetree, organização americana sem fins lucrativos, que reconhece as instituições de saúde que oferecem serviços centrados no paciente, em ambientes saudáveis e propícios para a cura – entre eles, a visita de animais de estimação aos pacientes internados – o renomado Hospital o Albert Einstein foi o primeiro hospital brasileiro a colocar esse programa de visitação animal em prática.

Foi necessário um processo de três anos de preparação do hospital, incluindo uma melhor capacitação das equipes internas para se adaptarem às novas regras e lidarem com a presença dos animais.

Claro que nem todos os pacientes possuem essa vontade, mas os que possuem, adoraram a iniciativa. Os médicos do hospital concordam que os bichinhos interferem positivamente no processo de cura.

Paulo de Tarso Lima, coordenador da área que implanta as medidas de humanização no Einstein, afirma que o contato com os bichos pode levar "felicidade, paz e bem-estar" e auxiliar a recuperação de algumas pessoas. "O encontro com um cão ajuda a relaxar, a retomar a preocupação com o corpo, o que pode ficar perdido em pacientes crônicos."

A entrada de bichos no Einstein – normalmente cães, gatos, coelhos e passarinhos são aceitos — só é autorizada depois que o animal passa por uma avaliação de seu veterinário e tem um laudo atestando sua boa saúde. É preciso que o animal tenha sido higienizado pelo menos 24 horas antes da visita e que tenha bom comportamento.

Mas, antes de tudo, é preciso a autorização do médico, que tem de colocar no prontuário do paciente que está de acordo com a visita. Uma equipe multiprofissional checa se todo o protocolo foi cumprido. Na menor dúvida, a entrada não será autorizada.

O tempo de duração da visita e o local – que pode ser até mesmo nas unidades semi-intensivas – é decidido pela equipe médica.

O hospital já recebeu cerca de 40 animais de estimação e diz que só uma queixa foi registrada até hoje. A mãe de uma criança com leucemia reclamou da presença de um cão, mas recuou depois de receber explicações.

O Conselho Regional de Medicina de SP e a Sociedade Brasileira de Infectologia não se manifestaram.

CLIQUE AQUI e veja matéria do Bom dia Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 3 de outubro de 2014 por em Uncategorized.

Irmão Animal

%d blogueiros gostam disto: